post

O PIOR NEGÓCIO DA HISTÓRIA

Dormimos em Saint Lauren du Maroni, na fronteira leste da Guiana Francesa. Logo nas primeiras horas do dia seguinte cruzamos de balsa o Rio Maroni, para chegar em Albina, já em território do Suriname, antiga Guiana Holandesa.

O sol nasce no Rio Maroni

A paisagem social mudou radicalmente. Voltamos aos trópicos. Mais pobre, mais sofrido, mais ingrato, mas, sem sombra de dúvida, mais interessante e autêntico que a infeliz colônia travestida de metrópole que deixamos para trás. Seguimos pelo litoral até a capital do Suriname.

suriamês

No caminho para Paramaribo se nota toda a influência não apenas dos holandeses, mas também de descendentes dos negros trazidos como escravos, dos imigrantes indianos, indoneses, javaneses, chineses e tantos outros que para cá vieram ao longo dos últimos séculos.

aldeia, litoral do Suriname

Uma amiga minha diz que a soma das virtudes é uma constante. Não sei se é verdade, mas a frase serve como ilustração. Holandeses compraram a Ilha de Manhattan dos índios Delaware, que lá viviam no início do século 17, pela bagatela de 60 guilders, que equivaleria a cerca de mil dólares hoje em dia, segundo calculam economistas.

Paramaribo

Fundaram então a cidade de Nieuw-Amsterdam. Um ótimo negócio me parece. Por muito pouco compraram uma ilha estratégicamente colocada na costa leste norte-americana e construíram uma cidade fortaleza para bem gerenciar a colonização, o comércio e a defesa local. Mas eles mesmos, algumas décadas mais tarde, realizaram o que talvez tenha sido o pior negócio da história. Para selar a paz com ingleses, com quem vinham guerreando ao longo de vários anos pela posse e exploração de terras no novo mundo, trocaram Nieuw-Amsterdam por Paramaribo, um obscuro posto de comércio gerenciado por ingleses na América do Sul. Os holandeses assumiram Paramaribo e fizeram dela a capital de sua nova colônia. Os ingleses trocaram o nome de Nieuw-Amsterdam por New York City, e o resto da estória todos conhecem.

Após alguns dias em Paramaribo, deixamos o Suriname rumo à Guiana (antiga Guiana Inglesa).

Comments

  1. Bia Cordeiro says:

    …e??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: